quinta-feira, 23 de junho de 2016

pensamentos perdidos - O CIRCO - parte 5 de 13

Pensamentos Perdidos

 _____________

“Respeitável público...”
Pipoca! Maçã do amor! As pessoas sorriam nas arquibancadas. As crianças, assim como ele, esperavam, inquietas, a entrada dos palhaços.
“... o maior espetáculo da terra!”
E era verdade. Ele acreditava, lá no fundo de sua alma, que era verdade. Não havia espetáculo maior do que o ato de sorrir, de alegrar-se.
O verdadeiro espetáculo era, sem dúvida, o saber fazer sorrir.
Ele estava triste por estar só. Mas, ainda assim, não conseguia deixar de sorrir com os palhaços.


27 comentários:

  1. Feliz de quem sabe fazer alguém sorrir.
    E, triste é, quem não tem quem lhe faça sorrir.
    Simples assim...
    Eu sou feliz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah.... eu sou tri feliz também!!!!!!!!!!!!!!!!
      E como a gente sorri, mana!!

      Excluir
  2. Respeitável público... o maior espetáculo da terra vai começar ... e na verdade era mesmo, não havia tristeza naquele picadeiro e lá estavam os palhaços tropeçando em si mesmo e fazendo rir, aqueles sapatos que não sei como caminhavam enfim O CIRCO caminhava para a alegria e centro da atenção do público e lá estavam todos, fazendo fila para a compra do ingresso e poder entrar e pegar um bom lugar. Era um espetáculo, realmente O CIRCO ERA O MAIOR ESPETÁCULO DA TERRA. Que lembranças maravilhosas daqueles tempos que não voltam mais MAS a vida continua e a vida circense, apesar de todas suas dificuldades ainda teima em existir. Que maravilha, continuem existindo e nos façam cada vez mais, SORRIR.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dr. Valdomiro... para mim, o CIRCO ainda é o maior espetáculo da terra... ah, com quero poder levar o João num circo desses, de lona, com bichos, palhaços, cheiro de serragem no chão...!!!

      Excluir
    2. Ouço dizer que os circos foram proibidos de terem bichos. É verdade isso Dr. Luís Augusto?

      Excluir
  3. Estes "são" realmente, os maiores espetáculos no picadeiro da vida poeta, acreditar... sorrir... se alegrar. ele acredita, no sorriso que alegra as crianças e a todos na arquibancada, o verbo que conjugava em sua alma "crer, sorrir e alegrar" é o que movimenta a energia da vida. Embora se sentisse triste por estar sozinho, sentimento que o faz se identificar com o palhaço; que sozinho comandava todo o espetáculo, adora os palhaços... admira como uma só pessoa conseguia trazer alegria à todos! Emocionada que fico com a imagem que me vem dele...que acredita no sorriso que alegra o coração, quanta pureza ele me passa, lindo esse sentimento! Hoje quero a maçã do amor...quero duas... uma pra mim, outra vou dar pra ele... Maravilhosa manhã poeta Menna!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sônia, eu vou de pipoca, (caramelada)... não tive uma boa experiência com a maçã do amor...

      Excluir
    2. Gurias, quero tudo: Maçã do amor, pipocas, algodão doce, amendoim, a tal raspa-raspa que nem sei o que é da Sylvia.... ufa... o que tiver!!!

      Excluir
  4. Cada momento é único, por isso passa a ser o maior... e tudo aquilo que nos faz sorrir, fica eternizado... e ficamos tristes sim, pois queríamos os que amamos perto, pra assistir e sentir a emoção do belo... do riso... do suspense... até mesmo, da pipoca. Mas... ainda dar tempo! Venham todos... se acheguem... o espetáculo ainda nem começou...!!! Sinta o meu abraço, poeta, nesse dia que adentra nossas vidas! E um bom dia pra todos que aqui estão e os que ainda virão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como é bom o CIRCO.... melhor ainda, com os amigos... aquele barulho bom de risadas, cheio de serragem, arquibancadas que balançam... ah...... como é bom!!!!

      Excluir
  5. "Corre, corre,
    minha gente que é preciso ser esperto
    Quem quiser que vá na frente,
    vê melhor quem vê de perto
    Mas no meio da folia,
    noite alta, céu aberto
    Sopra o vento que protesta,
    cai no teto,
    rompe a lona
    Pra que a lua de carona
    também possa ver a festa..."

    ResponderExcluir
  6. PERDOEM-ME AMIGOS DO BLOG DO MENNA, MAS HOJE EU VOU CANTAR A MÚSICA TODA!

    Vai, vai, vai começar a brincadeira
    Tem charanga tocando a noite inteira
    Vem, vem, vem ver o circo de verdade
    Tem, tem, tem picadeiro de qualidade
    Corre, corre, minha gente que é preciso ser esperto
    Quem quiser que vá na frente, vê melhor quem vê de perto
    Mas no meio da folia, noite alta, céu aberto
    Sopra o vento que protesta, cai no teto, rompe a lona
    Pra que a lua de carona também possa ver a festa
    Bem me lembro o trapezista que mortal era seu salto
    Balançando lá no alto parecia de brinquedo
    Mas fazia tanto medo que o Zezinho do Trombone
    De renome consagrado esquecia o próprio nome
    E abraçava o microfone pra tocar o seu dobrado
    Faço versos pro palhaço que na vida já foi tudo
    Foi soldado, carpinteiro, seresteiro e vagabundo
    Sem juízo e sem juízo fez feliz a todo mundo
    Mas no fundo não sabia que em seu rosto coloria
    Todo encanto do sorriso que seu povo não sorria
    De chicote e cara feia domador fica mais forte
    Meia volta, volta e meia, meia vida, meia morte
    Terminando seu batente de repente a fera some
    Domador que era valente noutras feras se consome
    Seu amor indiferente, sua vida e sua fome
    Fala o fole da sanfona, fala a flauta pequenina
    Que o melhor vai vir agora que desponta a bailarina
    Que o seu corpo é de senhora, que seu rosto é de menina
    Quem chorava já não chora, quem cantava desafina
    Porque a dança só termina quando a noite for embora
    Vai, vai, vai terminar a brincadeira
    Que a charanga tocou a noite inteira
    Morre o circo, renasce na lembrança
    Foi-se embora e eu ainda era criança

    O Circo - Composição: (Sidney Miller)
    POR FAVOR, PROCUREM NA REDE NARA LEÃO CANTANDO ESTA MÚSICA. VALE A PENA!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa eu conhecia!!! E conhecia pela voz da Nara Leão!!!
      Ufa, até que enfim uma que eu conhecia!!

      Excluir
  7. Só mais tarde eu vou sentar na guia e continuar contando minha história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkk Ana, só cantei uma parte dela... muito grande e estou no trabalho, não podia atrapalhar com minha voz... kkkkkkkk Amo essa música... Me remete a bons momentos... E a voz da Nara dar um toque a mais de especial.

      Excluir
    2. Pois é, Norminha, você cantou um pedaço e aí me deu vontade de cantar a música toda.

      Excluir
    3. E eu vou estar sentada, cantando junto, enquanto relembram os e sonhamos com o espetáculo que acabamos de assistir ou ainda assistiremos? Não lembro?

      Excluir
    4. Bora assistir e assistir de novo, oras!!!!

      Excluir
  8. Felizes os que nos arrancam risos...Embora momentaneamente....
    Quero também fazer parte do espetáculo....Preciso....Preciso muito...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vem...... sempre tem lugar nessa turma....
      Vem sentar com a gente, comer guloseimas, dar risadas e contar histórias....!!!
      Vem!!!!!

      Excluir
  9. Agora eu sento aqui na beira da calçada. E a noite está linda! É a noite de São João. Quem quer sentar aqui comigo? Daqui vamos ver tantas fogueiras... tantos fogos! Venha! Quem quiser senta aqui comigo. Hoje, tenho a impressão que LuAlves e Sedrick não vêm. Eles foram passar o São João na roça. Todos dois. Mas o Menna vem. Com certeza ele chega aqui, já, já. Venha você também, vamos bater papo! Vou continuar minha história, viu?

    XXXXXXXXXXXXXXXXX

    Uma fera que desafiava os poderes do meu domador!? Como assim?! Eu nunca tinha visto uma fera que que resistisse ao poder de mando daquele homem. Durante aqueles anos todos, eu entrava sempre junto com ele nas jaulas, e as feras lambiam meus pés, minhas mãos, se aconchegavam em mim. Eu sabia que o poder de domar o instinto daqueles animais estava nele. Era por ele que elas me aceitavam. Era pelo cheiro dele impregnado em mim que elas não me atacavam. Como então ele dizer que havia uma fera que seus poderes não conseguiam domá-la?! Que fera seria esta?!

    Mas com o passar do tempo, os súbitos desaparecimentos do meu domador ficaram mais amiúdes e mais demorados. E em um certo dia, que entrou por noite a dentro, seu desaparecer se alongou e muito passou da hora de alimentar os animais.

    Eu, então, confiante no cheiro que, há duas noites passadas, ele deixara em mim, quando me amara com sua voracidade contumaz, resolvi entrar sozinha na jaula primeira, a fim de alimentar os bichos ferozes.

    Aí...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aí....??????????????????
      Ah, meu Deus...!!!! Vais nos fazer esperar até domingo prá contar mais????
      DOMINGO tem mais CIRCO!!

      Excluir
  10. Hummm, alegrar...fazer sorrir...comer pipoca...maçã do amor...(como pode ser do amor????tao difícil de comer...)

    Juntemo-nos!!! Vamos....vamos... !!!! Os palhaços estão chegando!!! O espetáculo já vai coneçar....

    Lembranças da infância...saudades...nostalgias....

    O amor faz-nos compreensíveis, justos, humanos...
    Amemo-nos, pois...!!!!

    ResponderExcluir
  11. É verdade, minha gente - sorrir faz tanto bem que, ao lembrarmos de momentos em que sorrimos muito, somos felizes outra vez.
    E essa bela música cantada pela Ana Macedo completou o enlevo causado por Menna com a poesia que é tão comum no jeito que ele tem de escrever. Lindo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria.... tão obrigado fico eu a tua gentileza...!!
      É essa música?! Que absolutamente maravilhosa...!
      Ah o CIRCO!!!!!
      Vem, Maria! Vem nessa próxima sessão!!!

      Excluir