sábado, 25 de junho de 2016

poesia de ver - "... teu brilho!"

Poesia de Ver:


“Como gosto de ver-te assim radiante, florzinha”!
E eu sempre gosto quando tu me vens olhar…!”, respondeu-me a florzinha.
“Tu ficas linda assim, iluminada pelo sol!”
O sol sempre me bate… mas é o brilho do teu olho que vês refletindo em mim!

Texto e imagem por Luís Augusto Menna Barreto



30 comentários:

  1. Obrigada , POETA, por deixar nosso sábado mais iluminado !

    Só quem tem uma alma sensível , consegue decifrar essa flor.

    Mais uma vez, obrigada, por estares aqui com tantas gentilezas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A gentileza, dessa vez, foi da flor! Mais uma vez, as roseiras da mãe, aí em Santo Antônio da Patrulha, emprestam-me suas vozes....!!!

      Excluir
  2. Amigo - "é o brilho do teu olho que vês reflentido em mim"... LINDO. Fazer uma pessoa sentir vc pelo brilho de seus olhos e perceber em vc que o o que ela sente deve-se ao sol que produz brilho na troca de sentimentos, tem a sensibilidade de quem quer do mundo uma troca de sol e brilho como ponto de partida e de chegada das emoções.
    Lindo amigão. Valeu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "... como ponto de partida e de chegada de emoções"!
      Essa frase, Dr. Izamir, é que tem brilho próprio! Maravilhosa!!!!
      Mil obrigados!!

      Excluir
  3. Pois é, o brilho de um olhar ilumina qualquer ambiente, onde irradiar esse brilho conquista um espaço super interessante, conquista, inclusive, o amor. A florzinha disse que é assim, ela declarou seu amor pelo brilho do olhar dele. Aprendamos a olhar com um brilho nos olhos e a vida, o amor, vai nos ensinar a ser feliz. É isso aí.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, sim! Exato: "aprendamos a olhar com o brilho nos olhos"!!!
      Obrigado, Dr. Valdomiro!

      Excluir
  4. Que Deus nos conseve o brilho dos olhos e o dom da visão......É maravilhoso poder ver as belezas que Deus nos deu gratuitamente, obrigada Jesus....Obrigada poeta por essa delicada poesia de ver......

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faço coro a ti, amiga Tel: que Deus nos conserve o brilho dos olhos!
      .... e para a luz faça nossas almas caminhar!!!

      Excluir
  5. "é o brilho do teu olho que vês reflentido em mim"...

    Este brilho, POETA, é mais do que o olho, é o OLHAR!

    Ñão digo que OLHAR seja tudo, mas é bem perto disso. O OLHAR pode declarar AMOR ou ÓDIO; PAZ ou GUERRA, DESEJO ou INDIFERENÇA, PAIXÃO ou DESPREZO.

    Nunca fui de tecer poemas. Minha poesia está na prosa que construo. Todavia, certa feita, há um bom tempo, escrevi este poema:

    ONTEM, FURASTE-ME OS OLHOS.
    OLHASTE-ME COM OS TEUS PUNHAIS ETÍLICOS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bonito, Ana!
      Diga-me escritora: o poema encerra-se aí (e só aí já seria belo!) ou foi com um fragmento que nos brindaste??

      Excluir
    2. Tal como você, Ana Macedo, "Nunca fui de tecer poemas. Minha poesia está na prosa que construo." Eh bem assim, em meu universo narrativo. Tenho inveja dos Poetas. Inveja mesmo! Nua e crua! Eles fazem a dor parecer menos. São suaves, mesmo na tormenta. Eles plantam flores, como fez o Menna ao lançar esse tal OLHAR... Eu... apenas... caminho.... a esmo... e observo o mundo... e conto.

      Excluir
    3. POETA, querido! Este é o poema inteiro.

      Pois é, meu amigo Sedrick, dentre tantas coisas em comum, temos mais essa.

      Excluir
    4. Ah... como são lindos poemas curtos, Ana.... acho que por isso gosto tanto de Quintana, e de um certo outro poeta, cujo exemplar (acho que único!) está nas mãos de nossa amiga Nora.... perguntes por ele.....!! Enviei a ela o livro, para que guardasse para mim!

      Excluir
  6. Mas o olhar sensível e afetuoso conversa até com a florzinha... que beleza!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O olhar sensível que temos, Sylvia, conserva o belo em nós....!!!!!
      Obrigado!!!!

      Excluir
  7. É o olhar de ver ! Não é alcançado por todos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. .... e quem vê com esse olhar, a todos alcança...!
      Super obrigado, Dr. Jackson!!!!!

      Excluir
  8. É a sensibilidade desse teu olhar que torna tudo ainda mais belo....
    Linda poesia de ver...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É a sensibilidade do olhar, que torna tudo mais belo!!!!!!
      Obrigado, Michele!!!

      Excluir
  9. "Quando a luz dos olhos meus
    E a luz dos olhos teus
    Resolvem se encontrar
    Ai, que bom que isso é, meu Deus
    Que frio que me dá
    O encontro desse olhar..."

    Um olhar diz tudo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Vinícius......
      ..... Assim não vale, professora!!!!
      Que lembrança absolutamente bela...!!

      Excluir
  10. Linda e feliz cantiga sobre o olhar, poeta.
    As palavras dizem muito mas é o olhar quem afirma a verdade sobre o que foi dito.
    Vou cantar: "Que lindos olhos, que lindos olhos...
    Se eu reparasse, se eu reparasse há mais tempo..."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deixas eu "atacar" de Nei Lisboa, na imensamente deliciosa "Telhados de Paris" (se puderes, procura-a... tenho certeza que vais gostar)

      "... dos planos daquele assalto.
      E de versos retos, corretos
      O gosto da paixão, reguei
      Vai servir pra nós
      E o doce da loucura
      É meu é teu,
      Pra usar a sós
      Eu tenho OS OLHOS doidos doidos doidos
      já vi
      Meus olhos doidos doidos doidos
      São doidos por ti..."

      Excluir
  11. Que bela forma a florzinha encontrou de dizer que alguém é especial. O olhar do admirador é que dá significado à beleza que o brilho do sol dá às suas cores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thaís.... tu me deixaste sem palavras.... nem sei, mesmo, o que responder-te....!!!!!
      Mil obrigados, guria!!

      Excluir
  12. Exatamente isso, o brilho que via na florzinha, era o brilho que refletia de ti, porque só conhece uma qualidade de algo ou alguém quando se tem a mesma qualidade dentro de si!!! Lindo mesmo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que lindo......
      "O que guarda a sua boca e a sua língua guarda a sua alma das angústias." Provérbios 21:23

      Excluir
  13. lindo poeta, o olhar diz tudo e reflete muitas coisas.

    ResponderExcluir