domingo, 24 de julho de 2016

pensamentos perdidos - (fragmentos).

Pensamentos Perdidos:

Originalmente  publicado no antigo blog
"Menna Comentários", precursor deste.
Data da postagem original: 17.03.2016.
Comentários na postagem original:  6.
Visualizações até ser retirado:  215.

O amor não respeita medidas… as metades nunca parecem ter o mesmo tamanho…
Tenho sempre a impressão que a metade que parte, é sempre maior que a metade que fica…

(...)
Se, e somente se
eu pudesse ter você,
então eu faria,
o que ainda não fiz:
Abriria os olhos…
… e seria feliz.
(Fragmento de versos que um personagem nunca conseguiu dizer pra menina;  de outro conto que não terminei, escrito em 1990...)

Por Luís Augusto Menna Barreto


17 comentários:

  1. Pessoal...... ouvi dizer que o CIRCO foi embora, mas tem umas professoras e professores da universidade que estão ensaiando uma peça infantil para encenar no teatro da praça...
    Parece que vai começar no outro domingo ou na outra terça....!!
    Já falei com a mãe e ela disse que se eu fizer todas as tarefas da escola direitinho, ela vai comprar ingresso pra mim!!!!
    Bora todo mundo..????

    ResponderExcluir
  2. A, Menna! Tu me chamaste, eu vim, estou aqui sozinha, sentada aqui na calçada, em frente ao teatro da praça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cheguei, Ana!! E os outros, onde estão?

      Excluir
  3. Quem fica sente-se pequenino. Fica encolhido numa concha à prova de choque s.

    ResponderExcluir
  4. Que bom!!! Vamos sim!!! Porém, antes vou partilhar algo que li ali em "cima",e achei lindo demais:
    (...)
    Se, e somente se
    eu pudesse ter você,
    então eu faria,
    o que ainda não fiz:
    Abriria os olhos...
    ...e seria feliz.

    ResponderExcluir
  5. Que bom!!! Vamos sim!!! Porém, antes vou partilhar algo que li ali em "cima",e achei lindo demais:
    (...)
    Se, e somente se
    eu pudesse ter você,
    então eu faria,
    o que ainda não fiz:
    Abriria os olhos...
    ...e seria feliz.

    ResponderExcluir
  6. Oba!!!!! Teremos Circo!!!!! Minha mãe já deixou eu ir!!!! Vou levar puxa-puxa e mariola. Alguém leva a pipoca? Mas eu gosto da doce!


    Penso, poeta, que devemos andar de olhos abertos, pra sempre!!!!!

    Um abração!!!!

    ResponderExcluir
  7. Boa tarde Menna, mesmo com os olhos abertos, muitas vezes os fechamos para não encarar que a felicidade depende única e exclusivamente de nós, mas também, ao abrirmos os olhos vemos sempre dois caminhos, o que de importante teria que ser deixado para trás, e o de olharmos somente para nossas responsabilidades, para sermos totalmente felizes, me refiro aos pais, irmãos, pessoas importantes que dependem de nós.

    ResponderExcluir
  8. Gosto muito das suas reflexões!!! És muito sábia e coerente!!!

    ResponderExcluir
  9. Gosto muito das suas reflexões!!! És muito sábia e coerente!!!

    ResponderExcluir
  10. Sempre pensamos que quem fica sofre mais, sente mais falta, mas o amor não escolhe o lugar e vai conosco para onde formos, está dentro de nós...ah o amor!!!

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Depende da intensidade do amor quem um sente pelo outro.

    ResponderExcluir