domingo, 3 de julho de 2016

pensamentos perdidos - O CIRCO - parte 8 de 13

Pensamentos Perdidos - O CIRCO - parte 8 de 13

_____________________

Aos 23 anos, sua vida parecia ter sido, toda, vivida sob a lona. Sua alma era triste, mas ele já nem sabia direito o porquê.
Não havia levado nenhum retrato, nada que o fizesse lembrar do tempo em que escreveu um poema e tentava fazer rir a única menina que preencheu seu coração.
O circo estava perto da praia, naquele pequeno balneário. Ele entretinha as crianças que brincavam na areia, fazendo malabarismos com espigas de milho. Seu jeito como palhaço e suas piadas eram o perfeito antagonismo de seu coração, ainda que ele mesmo não o percebesse...
Talvez aí residisse sua magia.









31 comentários:

  1. "Talvez"....
    Eu acho que aí sim residia sua magia...
    Na capacidade de fazer rir quando o coração chorava....
    Viva a alma do palhaço...
    Viva todos os palhaços!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa, certamente é a magia, Michele....
      ... mas seria capacidade... ou necessidade...?

      Excluir
  2. Fazer rir pode contagiar seu próprio coração. Um privilégio do palhaço... ser a fonte do riso. Mas a praia, o sol, as criancas... logo ali. Que beleza.
    "É melhor ser alegre que ser triste"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que era isso que ele buscava, Sylvia.... contagiar o próprio coração...!!!!!!!

      Excluir
  3. A gente pensa num palhaço, pensa em alegria! Nunca paramos pra pensar o que vai além daquela alegria! Mas eu sempre tive a sensação de que todo palhaço tem a alma triste... mesmo tendo esse dom de nos fazer sorrir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E acrescentando o que a Sílvia começou:

      "É melhor ser alegre
      que ser triste
      Alegria é a melhor
      coisa que existe
      É assim como a
      luz no coração..." lembrando o nosso eterno poetinha!

      Excluir
    2. "Mas pra fazer um samba com beleza
      É preciso um bocado de tristeza
      È preciso um bocado de tristeza
      Senão, não se faz um samba, não" VIVA O POETINHA!

      Excluir
    3. "Você diz que eu sou louco
      eu digo louca é você!
      Você diz que eu tenho pouco
      quase nada a oferecer.
      tudo o que eu faço
      você diz que tá errado
      'Cê me acha um PALHAÇO
      e eu não acho isso engraçado.

      (Essa é só pra quem é fã desde o começo! Conhecem essa do primeiro LP dos Engenheiros - Longe Demais das Capitais)???

      Excluir
  4. Todo palhaço e todo poeta tem dentro de si o magnetismo de encantar, fazem tudo com paixão...a paixão do palhaço é fazer sorrir os que se aproximam dele afastando assim sua própria tristeza ; já o poeta tem o encanto apaixonado de transmitir o amor que não cabe dentro de si mesmo. Sou tão solidária ao menino palhaço de 23 anos Menna, espero que um dia, ele venha encontrar sua amada! Ótima tarde !!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também torço demais por ele....!!!!
      Na quinta-feira, a história anda mais um pouco, ele avança um pouquinho e seu coração terá uma chance.......
      Vejamos......

      Excluir
  5. Tomara que o palhaço que alegra tantos corações possa reencontrar a alegria em sua alma e espantar toda tristeza que o assola...que ele reencontre a amada e seja bem feliz...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que reencontre ou que descubra uma nova.... enfim, Tel, grande amiga, que ele ame daquele jeito bom: sendo amado!

      Excluir
  6. Continuo na torcida pelo palhaço. Sua alma triste faz a alegria das crianças.
    Quem sabe, com o andar do Circo ele reencontre seu antigo amor ou volte a sorrir através de outros olhos.
    Estou aqui, sentada na platéia, assistindo ao espetáculo e aguardando, sem pressa o grande final.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mana... quinta tem outra sessão... vamos ficar atentos ao palhaço e ver se notamos o sorriso por trás da pintura... vamos ver se ele sorri antes, ou somente depois dos risos da platéia.......!!!!!!!

      Excluir
  7. A magia reside nas pequenas coisas e esse palhaço buscava,na alegria dos outros, participar com a sua magia de fazer os outros sorrir, de sentir que sua contribuição era importante para momentos de felicidade deles e participava assim, para todas as plateias e também, para a plateia que ele mais queria que era ela e que ela tivesse um olhar so para ele e que a magia daquele olhar, o fizesse feliz. Palhaço, oh palhaço, você é o máximo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos ver onde o coração recortado do palhaço leva-o.... se entregou-se ao CIRCO... se desistirá dele.. se desistirá de si próprio, ou se apenas se resignará....!
      Quinta, mais uma sessão do CIRCO!

      Excluir
  8. CHEGUEI NA GUIA!
    Não posso sentar muito perto de vocês por que estou muito gripada.
    Deixa eu continuar contando minha história logo, Menna, porque não vou poder ficar até muito tarde. Tenho de repousar. Tá certo, Lu? E você, Yuri Sedrick, concorda?

    Vem também, Elisa, e traz Norminha que para ela cantar o restante do Samba da Bênção, aqui na calçada!

    XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

    À medida em que eu me recuperava, sentia que algo havia mudado em mim. Não, não me refiro às mudanças físicas ocorridas, à grande cicatriz com a qual eu ficara no rosto, os queloides que atravessavam meu tronco e as marcas feias que ficaram em meus braços. Na verdade, eu sentia que dentro de mim, algo se apagara.

    Levei muito tempo no hospital. Quanto tempo? Não sei.

    Às vezes, o domador aparecia para me visitar. Porém, a palavra nos faltava. Eu esperava que ele tocasse no assunto do acidente, mas ele nada falava. Talvez eu quisesse lhe culpar por ele não estar no circo, na hora de alimentar as feras. Talvez eu quisesse saber o porquê de ele desaparecer tanto.

    Como ele nada falava, eu me calava e acumulava o silêncio em meu coração.

    Certo dia, quando ele já estava a se retirar, lhe fiz somente esta pergunta:

    _ Por quê?

    Ele apenas se voltou, olhou fundo para mim e nada respondeu. Só seu olhar me disse o que eu não esperava:

    _ Adeus!

    Quando recebi alta do hospital e voltei ao circo, outro domador cuidava das feras. O domador que fora meu eclipsara. Nem em seu nome alguém tocava.

    Passei então a...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo , sim, Ana Macedo! Chega um pouquinho pra lá e controla o espirro para a gripe não nos pegar.

      Eu entendo o Domador. Pois já o fui também, dentre tantas coisas que eu fui.

      É que "não estar" dói demais. E mais: saber e querer ter estado, no exato momento em que a fera a atacara. São tantas as grades que nos rodeiam e nos mantêm muitas vezes longe das jaulas. Presos ao contrário. Só nos resta mesmo o silêncio. O silêncio dilacerante que não tem fim...

      Excluir
    2. E mais... eu vou torcer para que você o encontre... ele, o domador que não estava...que se calou... talvez o acaso providencie esse capítulo... é possível que ele ainda não diga nada... já pensaste que tu o fizeres crer que eras intocável? E de tanto amá-la e acreditar em ti deu-lhe a total autonomia de lidar com as feras? Tu, que trazia na pele tua o teu cheiro dele?
      Oh, Ana... talvez do céu o mesmo eclipse traga as respostas para as perguntas que nunca foram feitas...

      Poxa...essa pipoca está salgada demais...

      Excluir
    3. Boa Noite... dá pra chegar um pouquinho pra lá. Quero dizer nada não...apenas assistir ao espetáculo... Sedrick, trouxe-lhe pedaços de maria mole... tem da rosa e da branca... eh doce e deliciosa...larga essa pipoca, moço. A culpa é sua! O sal, eu vi, foi você quem pesou a mão.

      Boa Noite, senhores e senhoras! Cadê o Menna??? Não o vejo...

      Excluir
    4. Vim com atraso.... mas estou aqui, com todas as guloseimas que pude comprar.... adoro as histórias.... vinha sempre cedo para o CIRCO para comprar doces, porque cada vez que tem circo, o pai sempre dá um trocadinho a mais e eu e meu amigo Cuca saímos pra vender jornal velho nas "vendas", especialmente no "São Luiz" que sempre compra o jornal para enrolar mercadorias pros clientes! Daí, a gente divide o dinheiro e vai no CIRCO!

      ... mas agora, eu estou vindo cedo, que é pra sentar junto com vocês, ouvir a Ana, dar risadas..... brigar pela pipoca...!

      Será que a gente não traz um violão na próxima sessão...?? Alguém se habilita...???

      Excluir
  9. Queridos amigos, ler e sentir o que vcs escrevem me faz tão bem que meu coração se encanta e sem que eu fale, me calo diante do pranto que escuto sozinho no meu canto. Vcs me fazem tão bem que esqueço de onde vim e pra onde vou. Sim me encontrei, e é no circo que me encanta que escuto o teu pranto por quem canto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bonito o que escreveste, Izamir!
      Tão bonita esta tua última frase, que não me contenho, e mesmo sem tua licença, eu a ponho em minha voz:

      "(...) e é no circo que me encanta que escuto o teu pranto por quem canto."

      Excluir
    2. Deixa eu fazer coro:
      "(...) e é no circo que me encanta que escuto o teu pranto por quem canto."

      Frase de parar pra pensar pra entender... mas que a gente já sabe bonita, só pelo som......

      Excluir
  10. Venham...!!!!
    Venham....!!!!
    Vamos juntos fazer o palhaço sorrir com o coração!!!!
    ...pra sempre...!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ... que entenda que seu sorriso é desde sempre. Que estava ali, dentro de si...
      Vamos redescobri-lo!

      Excluir
  11. Que pena, palhacinho!
    Gostaria de fazer sorrir o seu coração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, vem, Maria..... vem pra platéia com a gente.... vamos rir bem alto das palhaçadas e contagiá-lo.... nem que seja pelo momento do espetáculo, vamos fazê-lo esquecer as dores... fazê-lo sentir que valeu a pena a escolha pelas palhaçadas que tanto nos fazem rir....!!!!

      Excluir
  12. Palhaço que é palhaço chora por dentro por não saber fazer cara triste.
    Nadir Khan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que coisa linda e profunda.....
      ... frase que faz pensar...!!!
      Super obrigado, Thais!

      Excluir