quinta-feira, 7 de julho de 2016

pensamentos perdidos - O CIRCO - parte 9 de 13

Pensamentos Perdidos:

_________________ 

“... é ladrão de mulher...”
Os cartazes do circo já eram impressos com uma fotografia sua levando um espetacular empurrão de outro palhaço. Aos 26 anos, era responsável por boa parte da arrecadação das bilheterias. Muitos iam para ver o palhaço...
Havia um número seu tentando cumprimentar outro palhaço (e sendo impedido porque seus enormes sapatos não o permitiam alcançar os minúsculos braços do outro) que provocava verdadeira catarse coletiva na platéia.
Eram muitos os risos. Diferentes, particulares, mas tão iguais. Tinha, ele, vontade de reparar em cada um, saber seu timbre, sua intensidade, sua duração...
... mas não era possível.
Tudo o que fazia, então, era deixar-se tomar por aquele uníssono - não tão uníssono - de alegria, e sentir o mundo que, por instantes, tinha o belo aroma de serragem, o magnífico estalar de chicotes, a maravilhosa sensação de que sorrir era um sonho possível até mesmo para um palhaço...

Por Luís Augusto Menna Barreto













47 comentários:

  1. E ele voltou a sorrir!!!!!!!

    Um viva ao palhaço!!!!!


    ResponderExcluir
  2. No fundo a platéia está sorrindo da sua impossibilidade.

    ..." Havia um número seu tentando cumprimentar outro palhaço (e sendo impedido porque seus enormes sapatos não o permitiam alcançar os minúsculos braços do outro) que provocava verdadeira catarse coletiva na platéia." - Menna Barreto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ... talvez, Thaís, o sorriso que ele tenha encontrado, seja, também o riso da própria impossibilidade que tem de esquecer os recortes de seu coração...!

      Excluir
  3. Palhaço oh palhaço, você é o máximo. Por incrível que se possa imaginar tudo que se passa no mundo circense passa pelo palhaço pois é ele que comanda o espetáculo com suas palhaçadas não só animando toda a plateia como deixando a todos, mesmo que somente naquele momento, com a suave sensação de felicidade pelo riso por ele provocado. Na verdade, o circo deve sua apresentação a todos seus artistas, mágicos, domadores enfim, todos os artistas são importantíssimos no mundo circense mas o palhaço, a meu ver, é o artista principal pois ao longo da vida o indivíduo lembra de todos os artistas, seus números, sua apresentação mas do palhaço, nem que seja um sorriso por ele provocado, é um grande momento e, para quem viu e sentiu, vai carregar essa lembrança para todo sempre de sua vida. Palhaço oh palhaço, você é o máximo. É isso aí.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente: "Palhaço, oh palhaço, você é o máximo!"!!!!

      Excluir
  4. Ele voltou a sorrir!!!
    E o seu coração? E a sua alma?
    Aos 26 anos, ele voltou a sorrir...
    Mas...
    E o seu amor?
    Esse riso não continua sendo o de um palhaço triste?
    Continuo na espera...
    Resta esperança...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O palhaço sempre vai ter um sorriso triste, uma lágrima manchada no rosto, isso faz parte do desenho, da característica do palhaço, e assim que se lhe apresenta mas no seu íntimo, na sua alma brota alegria, sorriso para todos inclusive para ele. Na sua pintura diária, na sua máscara, apresente uma figura tristonha, mas que faz rir, que faz chorar mas é de alegria que se alimenta o circo, e é da palhaçada que o palhaço faz é que o público adora e faz sorrir a todos. O palhaço, em seu íntimo, na sua alma, é um ser maravilhoso que ajuda os outros a sorrirem e quanto a si, o palhaço e alegria pela sua própria natureza e pela profissão que escolheu. O palhaço, pela sua atividade, ama os que riem dele e, pela sua natureza é um ser igual a todos os demais, sorri, chora e vive a vida no picadeiro, seu palco, seu teatro, seu mundo. Palhaço oh palhaço, adoro você. É isso aí.

      Excluir
    2. Vamos ver...... acho que domingo, mais alguns anos ter-se-ão passado.... teria, ele, resgato o seu próprio riso...?

      Excluir
    3. Entendo que sim pois o palhaço que tem, somente risos para todos os outros e sua plateia e não tem risos de si próprio para si mesmo deixa de ser um palhaço e vai viver como um simples mortal. Acredito no palhaço, acredito na sua alma imortal de palhaço. Sorri palhaço para você e para a vida.

      Excluir
  5. Acho incrível como o palhaço consegue expressar tanta alegria, quando tão triste está interiormente. Eu não consigo ser assim se tô triste fico calado se tô alegre falo pelos cotovelos. Acho que eu não seria um bom palhaço pois não sei vender ilusões, e quando as tenho curto sozinho. Porém tento nas minhas vivências partilhar minhas emoções com os outros sem conflitos, mas com o coração. O palhaço é um ser diferenciado, um ator por vocação que se entrega com fervor pra animar o sofredor e assim diminuir sua dor. Viva o Palhaço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Viva sempre, Dr. Izamir, o palhaço! Vivam todos os palhaços que, em dias tristes ou alegres, com dores ou prazeres, entram no picadeiro, e tem de fazer rir a platéia...!

      Excluir
  6. Acho que eu sou meio parecida com o Izamir, nesse aspecto. Se estou triste, expresso tristeza; se estou alegre, esbanjo alegria.

    É por isso que eu vou dizer uma coisa! Olhem, sentada aqui no meio fio, não vou esconder mais nada. É que eu estou muito aborrecida. Hoje, eu troxe, para esperar o circo passar e ver aquele palhaço que eu adoro, amendoim cozido, já dentro dos copos descartáveis. Mas na hora de entregar o copo a cada um, não vou querer que Yuri Sedrick fique com aquela ousadia dele. Nem vou falar, para vocês, tudo que ele faz. Vou falar só uma coisinha!

    Acreditam que ele toda hora fica querendo pegar minha mão, alisar minha mão, essas ousadias assim? Ousadia mesmo, porque eu não quero nada com ele, não vou namorar com ele. Ele deve saber muito bem que eu quero namorar é com o Ângelo.

    Na hora que ele chegar aqui, vou fechar a cara. Ele é muito do ousado! Fica se achando!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não acredito nisso!!! Chega pra lá e me dá logo um teco desse amendoim... Vou ficar bem aqui do lado. Como ele se atreve??!!!! Deixa ele chegar que ele vai ver. Sou baixinho, mas não mexe com a minha amiga não!!!!!

      Excluir
    2. Não acredita não?! Então espera ele chegar e fica aí de mutuca, pra você ver!!!!

      Excluir
    3. Ana Macedo, Lualves e a quem mais possa interessar,

      Só porque me atrasei estão a falar de mim? Eu não bulinei ninguém!!! É intriga da Ana. Estava assistindo a tudo bem comportado, pois que eu tenho postura. Já ela, não sei não... aquela história do domador e tal... será quem bulinou quem?

      Excluir
    4. Eu não tinha falado nada disso, mas agora vou falar: quando não deixei você pegar minha mão, você beliscou minha bunda. Norminha e Elisa mesmo viram. Elas estavam na guia, nesse dia.

      E você não entende que o "eu" da história é um "eu-personagem"?

      E deixa de ousadia comigo, que eu não vou namorar com você!

      Excluir
    5. Eu aqui, querendo a pipoca e o algodão doce, vendo os dois ali, toda hora se implicando um com outro...... affff..... bem que a mãe disse que essa Ana já era "muito espertina".....
      ... peraí...
      como era mesmo aquela música..??

      "Mandacaru quando 'fulorá' na seca....
      (...)
      Ela só quer...
      Só pensa em...."

      O mal é da idade, e pra essa tal menina.....
      Bora ver o CIRCO!!!

      Excluir
    6. Não meta a dona Zélia nas encrencas do Sedrick...!!!

      Até tu Menna, se juntando ao Sedrick para me maltratar?! Bem que CARMELA diz que homem gosta mesmo é de homem.

      Mas tenho certeza de que Lu vai ficar do meu lado.

      E as meninas???!!!

      Excluir
    7. Não meta a dona Zélia nas encrencas do Sedrick...!!!

      Até tu Menna, se juntando ao Sedrick para me maltratar?! Bem que CARMELA diz que homem gosta mesmo é de homem.

      Mas tenho certeza de que Lu vai ficar do meu lado.

      E as meninas???!!!

      Excluir
    8. Vou ficar não!!! já estava ao seu lado! Achei foi uma falta de respeito. A gente brincando e curtindo o circo numa boa e o Sedrick lá com falta de decência. Esses cara que vem lá da capital do sul chega assim cheio de ousadia. Pois aqui do meu lado e ao lado de Ana você não senta mais!

      Excluir
    9. Kkkkkk Vi e fiz de conta que não vi. Olhei pro lado... Não sei se a Elisa... Eu sou uma moça comportada... Kkkkkkkkkkk Essas bulinações... Esse povo que fazer do circo uma Noite nua...

      Excluir
    10. Boa tarde. Chego dando "boa tarde", pois sou EDUCADO. Sendo assim. NUNCA biliscaria a bunda de uma moça. Se bem que, conforme falei, aquela estoria do domador está meio mal contada. Essa coisa "personagem" do "eu" que não é "eu' é conversa pra boi dormir. Em relação a Eliza o máximo que ela pode ter visto foi quando eu, cavalheiro que sou, retirei um marimbondo que passeava pelas nádega supostamente rosadas da moça. Ou seja, ela deveria estar me agradecendo ao invés de me acusar. Quanto ao Lualves, não me intimida. Vou sentar ao lado de quem eu quiser! Já vi que a Norminha tirou o corpo fora. Pelo jeito, só o Menna que me apoia.

      Caro escritor, acho que sua mãe tem razão...

      Excluir
    11. Domingo eu te respondo!
      Maribondo! Vê só que desculpa ele arranjou! Só mesmo um cara bobo como tu para chamar bunda de nádegas. Nádegas rosadas! Que construção horrível!
      Sabe onde isso vai terminar?! No juizado. Eu soube de um juiz lá do Marajó que vai poder me orientar. Acho que ele é até parente desse menino que senta aqui na guia também, esse Menna. Mas o juiz é muito diferente desse garoto. Dizem que o juiz é um tiozinho bem legal. Esse Menneca daqui da calçada não gosta de mim também não. Igual a esse malandro do Sedrick.

      Excluir
  7. Agora vou continuar contando a história que venho narrando, quando estamos na guia, a esperar o circo passar.

    XXXXXXXXXXXXXXXXXX

    Quando recebi alta do hospital e voltei ao circo, outro domador cuidava das feras. O domador que fora meu eclipsara. Nem em seu nome alguém tocava.

    Passei então a não ter uma função certa no circo. Apenas ajudava em alguns afazeres aqui e ali. Com aquele aspecto, não seria conveniente me exibir no picadeiro. E eu que todos me diziam ser tão bonita, com a nova aparência fiquei tão feia...

    Uma noite, na hora do espetáculo, quando os aplausos e os risos ecoavam por todo o circo, senti vontade de espiar o que fazia aquele mais novo palhaço, para que o público vibrasse daquele jeito. Foi, então, que ao me aproximar da cortina que me esconderia, para dali assistir ao palhaço, passei em frente a um espelho grande, pelo qual os artistas se miravam, no instante anterior de entrarem em cena.

    Deus de todos os horrores! O que eu via era um assombro, era um monstro, não podia ser eu. Mas era eu. Aos poucos, esse entendimento foi me chegando e, com ele, o choro convulsivo que vinha do mais profundo do meu ser. E eu chorava dobrada sobre meu próprio corpo, com a pena imensa daquilo que restara de mim.

    Foi aí que um homem grande, muito magro, de compleição meio raquítica, me viu, eu não sei como, e me susteve pela cintura. Levou-me até o seu trailer e fez-me sentar em uma cadeira. Esperou um pouco e disse-me:

    _ Deite-se, menina! Chore o quanto quiser! Deságua teu pranto no travesseiro! Depois durma. O sono às vezes cura feridas _ disse isso e começou a sair. _ É minha hora de entrar no picadeiro. Mais tarde eu volto _ aí saiu.

    Horas mais tarde, quando acordei, tentei falar. Eu tinha sede, muita sede, mas minha voz era uma rouquidão só. E o homem estava lá. Somente naquele instante, eu o reconheci. Ele era o malabarista maior.

    Continuei no trailer, porque...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas cada dia está melhor o CIRCO!!!
      Tem os palhaços (que eu adoro!), tem trapezista, mágico, malabarista....
      ... mas tem o arraial, as guloseimas, os amigos todos em volta do circo, antes de começar....

      ... e TEM AS HISTÓRIAS DA ANA!!!!!!!

      Será que ela inventa tudo isso..? Ou aconteceu mesmo? Tem gente aqui, cochichando que ela tá inventando.... mas outros, que conhecem ela há mais tempo (eu me mudei há pouco pra ca), juram que é verdade......!!

      Excluir
    2. A Ana não inventa histórias não e também não mente, tá?
      É verdade que o Sedrik beliscou a bunda dela, eu vai. E fez isso só porque ela não quer de saber de namorar com ele.
      As vezes eu fico pensando, pensando...
      Será que a Ana está apaixonada por alguém lá do circo?
      Ele sempre quer ficar sentada na guia e nem se importa se demorar muito pra começar o espetáculo.
      Ela só quer ficar olhando, olhando...
      E parece que sonha...
      Vou ter que prestar mais atenção para descobrir. Não quero perguntar. Ela pode não gostar.
      Gosto muito da Ana. Ela não pode saber que penso isso.

      Excluir
    3. Aconteceu sim!!! A Ana não mente!!! Eu vi quando o Sedrik beliscou a bunda dela só porque ela não quer saber de namorar com ele.
      E sabe, eu acho que a Ana está apaixonada por alguém lá do circo.
      Ela sempre quer ficar sentada ns guia esperando pra começar o espetáculo e nem se importa se vai demorar.
      Ela fica lá, sentada, olhando, olhando...
      As vezes falo com ela e ela parece que nem me ouve.
      Tenho quase que gritar!
      Não quero perguntar pra ela. Ela pode ficar brava e gosto muito da Ana.
      Mas vou ter que descobrir.
      Ah, se vou...

      Excluir
    4. Tô vendo que vocês são daquelas que nem sabem o que aconteceu, mas uma defende a outra....!!!!!!!!!!!!
      Acredito muito, não!!!!!

      Excluir
  8. Caro Menna,

    Eis que aqui eu estacionei meu olhar:

    Tudo o que fazia, então, era deixar-se tomar por aquele uníssono - não tão uníssono - de alegria, e sentir o mundo que, por instantes, tinha o belo aroma de serragem, o magnífico estalar de chicotes, a maravilhosa sensação de que sorrir era um sonho possível até mesmo para um palhaço..."

    Gostei demais... uma bela construção. Coisa linda de se.ver.

    Saudações poéticas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É incrível, POETA LuAlves...

      E se eu dissesse que quase cortei, na leitura que sempre faço antes das publicações, justamente esta parte, porque achei que não havia ficado boa...?!

      No fim, pensei: vou deixa-la no texto, porque assim era no original!!

      Como a palavra, depois de escrita, depois de expressada de alguma forma, surpreende... mesmo quem a expressa, quem a escreve, pode ser, depois, pego de surpresa... surpresa assim, como a que me fazes!!

      Excluir
  9. É verdade, POETA, concordo plenamente com o Lu. São imagens sinestésicas muito vivas. Podem ser observadas as sensações da audição e do olfato sem, entretanto, elas apresentarem qualquer ranhura de exagero.

    Parabéns! Este é um grande feito literário.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Escritora..... e eu confesso: não sei (ou não sabia), o que significa isso: "imagens sinestésicas". A terceira frase tua, aqui em cima, é o conceito???

      Se for, é algo realmente difícil de fazer... e certamente, pra mim, só sairia assim: quase sem querer...!

      Excluir
    2. "Leia este trecho de uma obra de Mário de Andrade:

      “Esta chuvinha de água viva esperneando luz e ainda com gosto de mato longe, meio baunilha, meio manacá, meio alfazema”.

      No período acima, Mário misturou diferentes tipos de sensações: visuais, olfativas e gustativas. A isso chamamos sinestesia, figura de palavra que consiste em agrupar e reunir sensações originárias de diferentes órgãos do sentido: visão, tato, olfato, paladar e audição. (...)"

      PAULA PERIN DOS SANTOS

      Excluir
    3. Muito mega legal!!!!!
      Ainda que seja sem querer quando saí, agora posso fazê-lo com um mínimo de entendimento, e então, quem sabe, depositar alguma técnica nos trechos futuros!!!!!
      Suuuper obrigado!!!!!

      Excluir
  10. Respostas
    1. Acho que essa resposta, Michele, está na parte 10!

      Excluir
  11. Ah palhaço, quero que vc fique feliz de verdade...sempre te acompanhando e torcendo por vc....ser feliz, sorrir é possível sim...acredite que vc pode e vai ser feliz...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, amiga Tel... deixas eu sentar aqui do teu lado pra ver o palhaço... torço por ele com a mesma torcida tua! Quero, muito, que o coração dele encontre conforto e sorrisos... !!

      Excluir
  12. Que bom!!!! Amo circo!!!
    O palhaço realmente é o máximo. É a alma do circo!!!
    Os trapezistas também são fascinantes. Tiram o fôlego da gente com aquelas aventuras aéreas!!!
    Espero que o palhaço continue a sorrir!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No domingo, amiga Armelnda, veremos mais uma parte da saga desse garoto que se fez palhaço por conta de seu coração recortado....!!

      Excluir
  13. Mesmo sorrindo, seus sentimentos são latentes e falam mais alto, percebo isso quando você descreve o sentimento dele com relação à mistura de risos "Tinha, ele, vontade de reparar em cada um, saber seu timbre, sua intensidade, sua duração...... mas não era possível" Já o sorriso poderia sim, ser possível quando atuava como palhaço, mas seu coração ainda sofria a dor da solidão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, amiga!
      ... domingo (hoje, dia que finalmente consegui vir responder-te), mais uma etapa da vida do garoto-palhaço...
      Vejamos se a vida deu-lhe nova oportunidade!

      Excluir
  14. "Sorrir
    Vai mentindo a tua dor
    E ao notar que tu sorris
    Todo mundo irá supor
    Que és feliz..."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Professora, que lindo...!!!!!
      Minha ignorância não permite que eu saiba de quem é.....
      De quem é esse poema???

      Excluir
  15. Sempre bom colocar a leitura do blogg em dia, com o 🎪 circo para alegra nossa madrugada, não importa a história pq todas que acontece no circo marcam a memória 🌹😍😘💖

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, guria.... que bom ver-te por aqui!!!!
      Hoje (domingo), tem sessão de novo... quero ver-te lá!!

      Excluir