domingo, 14 de agosto de 2016

pensamentos perdidos - AS FLORES - parte 1 de 15

Pensamentos Perdidos - AS FLORES - parte 1 de 15


Pré Proêmio

Pré Proêmio
Eu sou um menino.
Um menino de 19 anos.
Um menino que jamais quer perder seus castelos.
Um menino, talvez, como tu.
De 10, 14, 23, 54, 80 anos… não importa.
Um menino como Henrique.
Eu escrevi Henrique.
Uma menina ajudou-me. Luziane.
Uma menina inspirou-me. Acreditou em mim. Kátia.
Existiram outras. Importantes talvez.
Como para Henrique.
Eu escrevi Henrique.
Mas foi ele quem me ensinou a ter medo de ventos fortes.
Como muitos meninos, talvez.
Como tu.


Por Luís Augusto Menna Barreto




24 comentários:

  1. Ventos fortes carregam gente.
    Levam não sei para onde.
    Henrique era meu avô.
    O vento o levou.
    Para onde?
    Para onde?
    Para onde?
    Ana era minha avó.
    Ficou só.
    Ficou só.
    Ficou só.
    Depois o vento voltou.
    Levou Reinaldo,Isabel, Cândido, Virgínia, Ângelo...
    Levou até Jorge.
    E lá vem o vento!
    Vai me levar.
    Não sei para onde.
    Eu vou.
    Eu voo.
    Voo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Voamos todos, quando o vento vem...
      .... mas esse vento do conto é outro... que também leva a gente, sem a gente perceber...!

      Excluir
    2. Todos os ventos são ventos.
      E eu gosto dos ventos, mesmo dos que arrancam raízes.

      Excluir
    3. E aqueles ventos que trazem saudade....?

      Excluir
  2. Excluí porque o comentário duplicou. E eu não fiz nada de errado, não, viu doutor!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrsrsrsrsss...... Normalmente isso acontece quando dá problema numa peça que fica entre o teclado e a cadeira!!! rsrsrsrs

      Excluir
    2. E esta peça tem cinco dedos. Lembras?

      Excluir
  3. Ah! As Flores...
    Conheço de nome.
    Lembro de já ter visto algo com este nome.
    O que será que vem por aí, meu poeta/escritor, predileto?
    Aguardo, com ansiedade.
    Porém, já sonhando, desde agora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ... AS FLORES são as mesmas... que escrevi aos 19!

      Excluir
  4. Já de cara, gostei do título: As flores!!!
    Amo flores de todas as espécies...cores...perfumes!!!
    Não gosto de vento de tempestade...porém...amo o vento leve...que leva o cheiro das flores para outras paragens...leva as pétalas para longe enfeitando o mundo com suas cores...e tudo se torna mais lindo...e a vida mais leve pra se viver...!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Temo, então, que não gostes do vento que se inicia.... o menino do conto não o percebeu.......!

      Excluir
  5. Há flores....
    Há ventos....
    Há o Amor...


    E há também, nossos medos... Deixemos que os ventos levem nossos medos...pra sempre!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O vento virá para limpar nossas almas....superemos este medo e apreciemos o castelo!

      Excluir
  6. As flores como são belas, todas as flores. Os ventos gosto da brisa leve e do frescor que ela nos traz, mas dos ventos fortes, sou como Henrique, tenho medo da destruição que as ventanias fortes costumam trazer...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho, então, que compreenderás o menino Henrique....!!!

      Excluir
  7. Tantos meninos, em um só: Henrique, este mesmo menino existe em cada idade, o vento forte levou rápido o tempo, 10, 14, 23, 54, 80 anos… não importa sempre viverá com uma alma jovem, desenove anos.

    ResponderExcluir
  8. Flores!!!!!!!!!!
    Tenho um fascínio inexplicável por flores...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elas fascinam.... E, às vezes, algumas são arrancadas pelo vento.....

      Excluir
  9. Gostei do Henrique. Um garoto igual a gente, que não importa a idade (gosto de me refirir a idade, como números que nos acompanham), rsrsrs. Sempre terá um coração, uma alma de menino. Isso é tão bom... Nos deixa mais à vontade. Assim sendo, não se importa de demonstrar seus medos, nem de perder seus castelos. Esse Henrique sabe muito...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um garoto como eu... como tu....
      ... cheio de medos... sabe muito...?! Como todos nós... sabemos que temos nossos medos...!

      Excluir