quarta-feira, 24 de agosto de 2016

poesia de ver: "... pra voltares!"

Poesia de ver: “… 



Era a única no roseiral…
Não consegui arrancá-la. 
Por isso, eu te trouxe aqui: para dar-te a flor, sem tirá-la do pé… 

Tu voltarás…?


Imagem e texto por Luís Augusto Menna Barreto




31 comentários:

  1. Dar uma flor, quando ela ainda no pé, é um "ato de amor".

    Recebê-la, assim, é uma "poesia de amar".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa rosa é do roseiral da minha mãe, ao lado da casa...!

      Excluir
    2. A casa da nossa mãe é também a nossa casa. Então, esta rosa é da tua casa, Poeta. Tua e da Elisa.

      Fiquei com vontade também de receber uma rosa assim. Vou pedir à minha amiga Elisa para me dar uma.

      Excluir
    3. Podes ter certeza que ela dará... !
      Gosto demais das flores ao lado da casa... acho que elas gostam da mãe, também, porque nascem tão lindas....!!

      Excluir
    4. Ana querida!
      A próxima rosa que nascer aqui em casa será tua.
      Sinta-se presenteada com ela desde agora.

      Excluir
  2. Quem ama sempre voltaa amigo poeta, ótimo dia á você.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Às vezes, quem ama parte..... às vezes, por amar...

      Excluir
    2. Verdade, amigo, às vezes quem ama parte, exatamente por amar.

      Excluir
  3. Não posso deixar passar em branco esta frase da personagem de E. Veríssimo, BIBIANA TERRA:

    "Deus me perdoe, mas eu digo o que sinto."

    ResponderExcluir
  4. Sim, claro que voltará aquela que recebeu essa flor,até pq qdo não tiramos da roseira ela demora mais pra murchar, assim é o amor se o deixamos plantados ele dura muito mais. Bom dia, querido poeta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, Tel.... que dure muito...... e que frutifique...!!!!

      Excluir
  5. Ah... como ficou lindo, esse ato de amor! Amor duas vezes... pela pessoa que mereceu a flor e a flor, que na sua beleza, deveria ficar no pé... Lindo! O amor não deve morrer...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. .... o amor não deve ser arrancado....!

      Excluir
    2. Discordo, amigo. Às vezes o amor tem de ser arrancado, sim. É claro que no lugar fica um buraco, mas aos poucos, com persistência e vontade, este buraco vai sendo preenchido com nova "terra".

      Excluir
  6. Isso..."O amor não deve ser arrancado"...
    Com esse "ato de amor",não tem como não voltar!!!
    Linda poesia!!!
    Linda rosa!!!!

    ResponderExcluir
  7. E como todas as únicas (que somos; e todos!), foi permitida continuação da vida - quando suas raízes não foram arrancadas...
    E todas as possibilidades em volta se tornaram vidas que vêm, vidas que vão - mas que SEMPRE FICAM! Chance de novos olhares, novas histórias!
    E mesmo que não volte, seus passos passados já fizeram valer a pena! Em pétalas!
    Saudades de vc, poeta!
    Sinta meu abraço, mesmo ao longe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudades dos teus comentários suaves... em que a os olhos parecem deslizar nas letras..
      Que bom que voltaste....!

      Excluir
  8. Que linda ROSA...amo-as!!!
    Que linda imagem!!!
    Que linda poesia...poucas palavras...mas uma mensagem imensa!!!
    Se eu pudesse, sempre escolheria ganhar uma rosa assim, sem arrancá-las, pois fora do pé, não duram muito. E é uma pena!!!
    Olha...Poeta!!! Depois de um gesto desse, não tem como não voltar!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Voltemos todos.... vem.... vamos ficar um pouquinho olhando a flor...
      ... às vezes, tenho a impressão, que ela me olha, também...!

      Excluir
    2. Esta linda flor...exala...um aroma que nunca antes havia experimentado...!!

      Excluir
    3. Exala gratidão... e um amor bonito...! Por não haver sido arrancada, e agora ter companhia de quem volta...!

      Excluir
    4. E, que ela jamais seja arrancada...!!

      Excluir
    5. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  9. Q lindo gesto poeta Menna!...
    Um gesto q fala da importância das perguntas...em q o tempo mostra esse gesto de amor..
    =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mil obrigados, guria...!
      Como é bom, quando conseguimos sorrir entregando presentes assim...!

      Excluir
  10. Sempre...
    Sempre hei de voltar!
    Ainda que demore...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ... sabendo que voltas, a espera torna-se suave...!

      Excluir
  11. Que lindo... !!! Uma rosa de presente, sem arrancá-la do tronco. Reflexo de um lindo e grande amor 😍.

    ResponderExcluir
  12. Que lindo... !!! Uma rosa de presente, sem arrancá-la do tronco. Reflexo de um lindo e grande amor 😍.

    ResponderExcluir