sábado, 10 de setembro de 2016

poesia de ver - "...encontro!"

Poesia de ver



“Não cansaste de navegar em todos esses anos?”

Tu cansarias de buscar o céu? Olha… é pra lá que sempre navego: onde o rio toca no céu…


Imagem e texto por Luís Augusto Menna Barreto



22 comentários:

  1. Ah!!! Eu acho que jamais me cansaria. Ainda mais podendo me deliciar todos os dia, com essa visão belíssima do Rio tocando o céu!!

    ResponderExcluir
  2. Amo água!!! Aqui na nossa região tínhamos um lago enorme, lindíssimo, onde construíram uma hidrelétrica, havia um movimento enorme de turistas de todos os lugares. Infelizmente, ele está secando cada dia mais. E os turistas sumindo. E a cidade sofrendo as consequências.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu moro em Goiânia, mas minha cidade onde nasci e a maioria da minha família mora é Niquelândia, interior de Goiás.E é em Niquelândia que o nosso lago está secando.

      Excluir
    2. Fui muito pouco em Goiás....!!!! As poucas cidades que passei, gostei!!!!!

      Excluir
    3. Por coincidência acabou de mostrar no Jornal Nacional sobre o lago que te falei, só que na cidade de Uruaçu que é bem próxima de Niquelândia. O nosso lago chama-se:Lago Serra da Mesa.
      Quais as cidades que você passou?

      Excluir
    4. Goiânia e uma perto de Brasília... mas agora me fugiu o nome... uma vez, fui e voltei de carro, de Belém até Porto Alegre... acho que uma das melhores viagens da minha vida!

      Excluir
    5. Deves ter passado em Anápolis, fica entre Goiânia e Brasília. Temos Caldas Novas, que é famosa por suas águas quentes, e é muito aconchegante. Venhas conhecer!

      Excluir
  3. Digo e repito, nesse lugar não tem espaço pra rotina, cada viagem, ainda que faça o mesmo trajeto, sempre tem algo novo pra ver e se deliciar com um cenário belíssimo.É céu,é água,é sol,é ar... a cada dia tudo se faz novo, por isso tu não te cansas nunca.Bom, muito bom.

    ResponderExcluir
  4. Linda imagem e belas palavras....É incansável a busca pelo céu...Parabéns poeta...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mil obrigados, amiga.....!!!!!!
      Sejamos como o navegante......!!!

      Excluir
  5. O que haverá nesse encontro entre eles?
    Descrevas, tu, meu poeta.

    ResponderExcluir
  6. Que linda viagem! Que seja um encontro de luz, serenidade e muita poesia.

    ResponderExcluir
  7. Nossa... Navegar nos rios, embora traga certo medo e insegurança, a viagem oportuniza uma magia de sentir a natureza muito próxima.
    Amei... "onde o rio toca o céu" Só a alma de um poeta consegue ser tão aguçada pra enxergar o invisível.

    ResponderExcluir
  8. Nossa... Navegar nos rios, embora traga certo medo e insegurança, a viagem oportuniza uma magia de sentir a natureza muito próxima.
    Amei... "onde o rio toca o céu" Só a alma de um poeta consegue ser tão aguçada pra enxergar o invisível.

    ResponderExcluir
  9. E seguimos... Navegando no mar da Vida, na busca incessante do que acreditamos que há de mais belo lá a diante!

    ResponderExcluir
  10. E seguimos... Navegando no mar da Vida, na busca incessante do que acreditamos que há de mais belo lá a diante!

    ResponderExcluir
  11. Dr. Se não tiver a maresia rsrsrs da quelas que o senhor conhece quando balança o barco...
    Viajar e lindo nesse rio.....

    ResponderExcluir