quarta-feira, 5 de julho de 2017

CONTO DE BELLA - Escolhas - parte 2

Conto de Bella
Escolhas - parte 2

Bella hesitava em descer do carro ou não. De alguma estranha maneira, tinha medo de que sua vida se repetisse e ela ficasse presa naquele lugar…
Suas lembranças ainda estavam presas no dia em que descobriu que tudo ali seria muito menor do que ela queria do mundo.
Naquele dia de anos atrás, ela estava na pracinha, sentada no brinquedo de girar que estava parado. Ele surgiu balançando uma folha de papel. Era uma folha de revista, arrancada sem cuidados, que ele trazia com um sorriso:
— Olha, Bela: igual o nosso!
Ele lhe entregou a folha. E naquele dia, ele viu o sorriso mais lindo que jamais esqueceria. E foi ali, com dez anos de idade, que ele, pela primeira vez, sentiu a vontade de passar a vida inteira ao lado de alguém.
Ele viu os olhinhos de Bella brilharem. 
— A gente pode pintar igual esse, o que você acha?
Ela não respondeu. Ficou simplesmente sorrindo. E ele nem insistiu em conversar. Ficaria ali, o dia inteiro, olhando aquele sorriso. 
— Posso ficar com ela? — perguntou-lhe Bella, sem tirar os olhos do papel.
— Ãrrã! — e balançou a cabeça feliz, começando a empurrar o brinquedo, fazendo Bella girar. Ela segurou a folha no alto, que balançava na sua mão pequenina, girando como seus pensamentos, enquanto ele corria em círculos, fazendo o brinquedo girar cada vez mais forte.
Ele ficou deslumbrado e só pensava como conseguir as tintas para pintar o brinquedo igual à imagem da revista que fez Bella sorrir tanto.
Ela ficou deslumbrada imaginando, um dia, usar uma bolsa, óculos e sapatos com aquele símbolo que, para ela, pareceu um "x" redondinho. 
A página da revista mostrava a propaganda do lançamento de um condomínio numa capital. Havia várias fotos, entre elas a de um playground, com o brinquedo igual ao deles, pintado em várias cores alegres… ao lado das imagens, ocupando a metade vertical da página, a foto de casal em que a modelo vestia Chanel…

(continua…)

Por Luís Augusto Menna Barreto



10 comentários:

  1. Lembranças...
    Sonhos...
    E... até o próximo encontro com Bellaz

    ResponderExcluir
  2. A boa literatura não é aquela que nunca incomoda o leitor, que só conduz ao elevo, ao encantamento. A boa literatura, também, incomoda, inquieta, leva quem a lê a fazer questionamentos, a discutir, a discordar de ideias, de posturas, de atitudes...

    Por que estou dizendo isso?

    Porque estou antevendo que este conto vai me inquietar em certos aspectos.

    Mas ainda é só um "antever", um pré-conceito.

    Esta Bela... Sei não, viu?

    Xxxxxxxxxx

    Abraço escritor! Acho que este conto vai ser bom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah..... acho que o "x redondinho" te inquietou....!!!!

      Excluir
  3. Lembranças... lembranças...
    Algumas vale a pena lembrar, outras não.

    ResponderExcluir
  4. Me parece que mesmo um gostando muito do outro, tinham sonhos distintos, no mesmo anúncio ele viu o brinquedo do qual gostavam tanto, só que mais colorido,Bella, já viu uma bolsa de grife,daí começa as "escolhas"futuras. ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que tu sabes ler nas linhas não escritas.....!!!
      Entrelinhas.....
      Como nossas vidas...!

      Excluir
  5. Eu leio imaginando como seria ela e ele.. no parque.. ansiosa pela parte 3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sábado, pela manhã, a parte 3!!! Obrigado, guria!!!!!!

      Excluir